GREVE ATÉ AO FINAL DO ANO LETIVO: contra os abusos e ilegalidades nos horários de trabalho

• Reuniões para as quais os professores sejam convocados, caso não se encontrem previstas na componente não letiva de estabelecimentodo seu horário e decorram sem interrupção da atividade letiva (incluindo as reuniões de avaliação intercalar);
 
• Atividades letivas que se encontrem marcadas na componente não letiva de estabelecimento (apoios ao estudo que não seja individualizado e à coadjuvação);
 
• Frequência de ações de formação a que os professores estejam obrigados por decisão das escolas ou das diferentes estruturas do Ministério da Educação, caso as horas de formação não sejam deduzidas na componente não letiva de estabelecimento.