Notícia de última hora: Governo aprova diploma que rouba mais de 6 anos e meio de serviço aos docentes

Caros colegas professores e educadores,
 

É com enorme tristeza e revolta que soubemos a meio da tarde que foi aprovado, hoje, em Conselho de Ministros, a proposta de Decreto-Lei que nos rouba mais de 6 anos e meio de serviço!
É preciso não ter respeito algum pelos professores e pelas suas justas reivindicações!
 
O governo quando quer é bem célere! Faz amanhã uma semana que pelas 16.00h reunimos com o Ministério da Educação, a pedido das organizações sindicais para lhe apresentarmos novas propostas para a recuperação do tempo de serviço congelado.
Para nosso total espanto, o ME, não só, não quis saber de nada das propostas que lhe apresentámos, como nos apresentou e nos pediu que nos pronunciássemos sobre a proposta de Decreto-Lei que nos rouba mais de 6 anos e meio de serviço (isto porque a lei o obriga a auscultar e a negociar com os sindicatos a legislação sobre as carreiras, entre outras matérias).
 
Nenhum sindicato deu parecer favorável à proposta apresentada pelo governo, porquanto é uma afronta para os professores que trabalharam os 9 anos, 4 meses e 2 dias, mas ainda assim deram-nos o prazo até esta terça-feira (dia 2) para enviarmos o nosso parecer por escrito. A ASPL enviou o Parecer que junto anexamos, para seu conhecimento, assim como a referida proposta de Decreto-Lei. Passado dia e meio já aprovaram a sua proposta, desprezando completamente o parecer dos sindicatos.
 
Nunca vimos nada assim, colegas!
Estas atitudes autoritárias e desrespeitadoras para com a nossa classe profissional tem de ter uma resposta bem à altura!
Apelamos, assim, a todos os professores e educadores para estarem presentes amanhã, Dia Mundial do Professor, na manifestação, em Lisboa, que partirá da Alameda Afonso Henriques até ao Ministério das Finanças!

Não falte!

A sua ausência será entendida pelo governo como concordando com as suas decisões!
 

ASPL, sempre consigo e a lutar por si e por todos os professores e educadores portugueses!