Os Professores e Educadores reunidos em Plenário Nacional em Lisboa, no dia 2 de novembro de 2018, consideram que o Orçamento destinado à Educação para 2019 é negativo, pois ignora os problemas das escolas e não dá resposta a nenhuma das justas reivindicações dos professores, quer em relação às suas condições de trabalho, quer aos aspetos de natureza socioprofissional.

 
 
Moção aprovada pelos professores por unanimidade e aclamação

Professores exigem a regularização dos horários de trabalho e a recuperação dos 9 anos, 4 meses e 2 dias que cumpriram


Leia Comunicado das organizações sindicais de professores e educadores

É inaceitável que o mesmo governo que rouba mais de 6,5 anos de serviço aos professores, obrigue, em cada ano, a desenvolver atividade que corresponde não a 12, mas a 15 meses.
[Leia mais...]

Professores em luta resistem corajosamente!
 
Mantêm-se e, em alguns casos, acentuam-se as formas de pressão sobre os professores, tudo valendo para tentar enfraquecer uma greve que está fortíssima. Urge, por isso, manter atualizada a informação e reforçar o apoio a quem passa por dificuldades geradas por decisões ilegítimas e ilegais.

Em apenas 4 dias, responderam mais de 50.000 professores, o que veio demonstrar que a classe docente está em luta e apoia a estratégia dos seus sindicatos e as ações em curso ou a realizar. 
 
A ASPL saúda e agradece a participação e empenho manifestados pelos docentes, em particular os seus associados, nesta consulta sobre a ação reivindicativa.

Leia Comunicado das organizações sindicais sobre os resultados da consulta aos docentes
 
 
Quadro síntese do resultado da Consulta aos Professores sobre a negociação e a luta

Publicado Aviso de Abertura para recrutamento de pessoal em regime de contrato de trabalho a termo resolutivo 2018/2019, a decorrer entre 05 a 11 de julho, podendo ainda, dentro do mesmo prazo, acrescido de dilação de 2 dias úteis, proceder à submissão de documentos no âmbito deste concurso.

A luta dos professores continua fortíssima. Há três semanas que ASPL, FENPROF, FNE, PRÓ-ORDEM, SEPLEU, SINAPE, SINDEP, SIPE, SIPPEB, e SPLIU mantêm uma greve que inviabilizou a quase totalidade das reuniões de avaliação que se deveriam ter realizado. Esta enorme luta dos professores, só possível porque é forte a razão que os move e firme a determinação que colocam na concretização dos seus justos objetivos, prevaleceu sobre as pressões e ameaças a que têm sido sujeitos. As organizações sindicais de professores saúdam, por isso, os professores e educadores que são os protagonistas de uma luta que está muito viva.

Leia Nota à Imprensa das organizações sindicais

Publicado Aviso de Abertura relativo aos concursos interno, externo, afetação aos quadros de zona pedagógica, mobilidade interna, contratação inicial e de reserva de recrutamento - 2018/2019

Prazo para inscrição (Obrigatória): de 4 a 6 de julho, inclusive
Consulte toda a documentação sobre os concursos, aqui.